Estudo aponta mudanças nas redes hoteleiras no País




Crescimento dos projetos surpereconômicos e econômicos, segmentação das redes nacionais, que cada vez mais criam bandeiras para os diferentes tipos de hospedagem, e maior presença da solução retrofit (reforma e modernização de unidades já existentes) foram algumas das mudanças apontadas pela jornalista Eny Amazonas e pela engenheira Lílian Goldner nas redes hoteleiras nacionais e estrangeiras que operam no País entre 2004 e 2006.

No ranking das dez maiores redes, cuja liderança a Accor Hotels mantém a posição – com 126 unidades e 19.402 apartamentos – Lílian a Eny apontaram duas “surpresas”. Foi o crescimento da Travel Inn, que ocupa a nona posição, e a formação da rede Versare, que atua na região Sul e soma 26 unidades, na quinta colocação.

As autoras lançaram hoje o CD-ROM "Raio-X da Hotelaria Brasileira Volume 3" – o volume 2 tinha saído há dois anos – no hotel no hotel Meliá Jardim Europa, em São Paulo. O estudo recebeu o apoio do Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (Fohb), do Ministério do Turismo e da empresa de fechaduras eletrônicas Onity. “É um estudo realmente muito profissional e atualizado com uma grande riqueza de detalhes”, disse o presidente do Fohb, Roland de Bonadona.

O CD-ROM custa R$ 100 e pode ser comprado pelos telefones (11) 3695-0555 e 3719-1105.

Acesse  maatéria no Panrotas:

https://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/mercado/estudo-aponta-mudancas-nas-redes-hoteleiras-no-pais_25860.htmlhttps://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/mercado/estudo-aponta-mudancas-nas-redes-hoteleiras-no-pais_25860.html